TELEVENDAS (11) 3197-2127
Escolha uma Página

Como deixar o seu animal de estimação protegido ao sair de casa

maio 25, 2016

Você já pensou o que o seu animal de estimação faz em casa, enquanto você não está? Confira algumas dicas de segurança para proteger seu Pet 24 horas.

Você já pensou o que o seu animal de estimação faz em casa, enquanto você sai para trabalhar ou passear?

Algumas pessoas chegam a filmá-los e se surpreendem ao ver as imagens. Alguns pets dormem, tomam sol e observam crianças que brincam. Outros mais brincalhões ou estressados, aproveitam para fazer muita bagunça. Antes de sair de casa, é necessário tomar alguns cuidados de segurança para evitar que os bichos se acidentem ou mesmo que causem danos materiais às residências.

Segundo dados do IBGE de 2013, um pouco mais de 44% da população brasileira possui um cão, ou seja, há 52 milhões de caninos nos lares brasileiros. Em relação aos gatos, são em menor número, mas mesmo assim já são 22 milhões, ou seja, 1,9 gato por domicílio. Antes de optar por ter um amigo de quatro patas é preciso levar em conta alguns cuidados.

Muitas pessoas quando decidem ter um animal de estimação esquecem que não estarão com eles as 24 horas, pois a rotina não permite. Estas longas ausências podem trazer muita ansiedade aos animais. “Os cães são muito mais dependentes de seus donos do que os gatos, por isso é necessário cuidados especiais”, afirma a médica veterinária Carolina Lima Verde de Oliveira. A primeira coisa que se deve pensar ao deixar um animal sozinho em casa é a sua segurança.

Câmeras de monitoramento

É possível manter sistema de câmeras para acompanhar o dia dos pets. Estas imagens, que servem para monitorar invasões, são acessadas pelo smartphone e o dono pode usá-las para verificar se o seu animal está bem. ”As câmeras permitem ver o que está acontecendo no local e como está o animal de estimação. Além disso, é possível ter alarme monitorado para proteger os bens e ter ajuda em situações de emergência mesmo com animais de estimação em casa”, explica Robert Wagner, coordenador de Treinamento e de Processos da Empresa de Segurança Patrimonial ADT.

PLANOS DE ALARMES ADT COM 50% DE DESCONTO
APROVEITAR >

TELAS DE PROTEÇÃo

Nos apartamentos é sempre bom colocar telas de proteção nas janelas e varandas. Este item de segurança, pensado inicialmente para proteger as crianças, é ótimo para evitar quedas dos cachorros e gatos.

Limitação de acessos

A área de serviço é outro local ao qual os animais não devem ter acesso. Eles podem consumir produtos de limpeza e beber água de baldes. No contato com estes produtos, o animal pode sofrer uma intoxicação grave. Lembre-se, é necessário retirar alimentos da mesa após as refeições, pois alguns animais sobem nelas e comem qualquer coisa que encontram pela frente. Saindo da dieta balanceada podem ficar seriamente doentes.

Outro cuidado: algumas áreas da casa devem estar restritas aos animais. Antes de deixá-los sozinhos, verifique se as portas dos banheiros estão fechadas para evitar que eles entrem. Muitos bebem a água do vaso sanitário e destroem o papel higiênico. Outros animais menores podem cair dentro do vaso e se afogarem.

“Se o animal for muito ativo é sempre bom deixá-lo limitado a alguns ambientes”, ensina Carolina. Podem ser colocadas grades de proteção nos corredores e portas para restringir o acesso, evitando que corroam móveis e destruam estofados e outros objetos.

alimentação

Quanto à alimentação para passar o dia, sempre deixe água à vontade. Deixar ração só no caso do proprietário se ausentar por longos períodos. Segundo a veterinária, se o animal come antes do dono sair e se este voltar no final da tarde, não há necessidade de deixar ração. Água fresca já é o suficiente.

“Eu sempre digo que os animais são como crianças, sempre devem ser supervisionados”, analisa Carolina. Ela teve um caso de um cachorro de médio porte que ao ficar sozinho em casa, enquanto seus donos trabalhavam, comeu um pedaço de pano e teve obstrução no intestino. “Tivemos que operar de emergência e graças a Deus conseguimos salvá-lo”, lembra.

Nunca deixar o animal na garagem que dê direto na rua, pois alguém pode jogar alguma coisa. Ou mesmo haver brigas e confusão com outros animais. O melhor é deixá-lo no quintal de fundos da casa.

cuidados com os cães

O cuidado com filhotes de cães e gatos deve ser dobrado. Esconda os fios elétricos. Muitos animais mastigam para coçar a gengiva, por ansiedade, limpar os dentes e falta de atividade física e mental.

É bom estudar a personalidade do seu cão. Alguns ficam tão ansiosos quando estão sozinhos, que latem insistentemente, o que gera aborrecimento com os vizinhos. Espalhe brinquedos apropriados para eles para que possam se ocupar na ausência dos donos. “Eu só não recomendo aqueles ossos de couro, o cão pode se engasgar e sozinho não há como socorrê-lo”, ensina Carolina.

passeios diários

Passeios diários podem ajudar no controle da ansiedade do cão. É importante manter uma rotina de levá-los para caminhar e correr, antes e depois da ausência dos donos. Outra dica importante é não fazer muito alarde quando sair de casa e nem festa quando voltar. “Quando chegar em casa depois de um dia de trabalho, é bom o dono dar atenção para o cão, brincar com ele e levá-lo para passear, assim ele não sofrerá muito da ansiedade da separação”, completa Carolina.

treine-os desde cedo

Os filhotes devem ser treinados para que possam ficar sozinhos. Mesmo o proprietário estando em casa, deixe-o sozinho. Pode também sair por curtos períodos: cinco minutos, depois 15 e ir aumentando o período. O cão entenderá que o dono sempre volta.

Essa lição começa desde cedo. “Eu digo aos proprietários que é bom deixar os filhotes algum período sozinhos para que eles possam se acostumar. Claro que isso depende bastante do temperamento do animal”, afirma Carolina. Os gatos não são tão dependentes e é possível até deixá-los alguns dias em casa sozinhos. Tenha apenas cuidado de deixar alimentação suficiente para suprir as necessidades do animal.

viagens

Já para os cães não é recomendado estender a ausência dos donos por muitos dias. No máximo um final de semana com os cuidados. Peça ajuda a alguém da família para que possa visitá-los de uma ou duas vezes ao dia. “Pode até deixar o cão sozinho dois ou três dias, mas eu não recomendo. Se precisar, sempre deixe alguém para visitá-lo para ver se está tudo bem”, recomenda. Deixá-los num hotelzinho ainda é a melhor opção para necessidade de viagem ou saída de férias. Ou ainda, peça para alguém de confiança que goste de seu animal que cuide dele.

day care

Uma dica interessante são os novos serviços que surgem nas grandes cidades como o Day Care. “É quase uma escolinha de cães onde vão brincar e interagir com outros cães. Eles são deixados cedo pelos donos e passam o dia. Há pessoas especializadas para cuidá-los”, Carolina recomenda.

companhia de outro animal

Optar por outro animal para fazer companhia para o cão estressado ou gato solitário pode ser uma ótima opção para minimizar a solidão. “É necessário uma adaptação aos poucos para que não briguem na ausência dos donos, mas não tem problema nenhum arranjar um outro animal, pode ser uma excelente ideia”, concorda Carolina.

Além dos brinquedos, da companhia de outro animal, a música pode ser uma grande aliada quando os animais ficam sós. Deixe o rádio ligado, ou mesmo a televisão.

 

Compartilhe

Últimas postagens

Segurança Interativa: Conheça o novo ADT Smart Security

Segurança Interativa: Conheça o novo ADT Smart Security

Com uma proposta de imóvel inteligente, sistema lembra usuário de ativar alarme, envia notificações e lembretes.Inteligência artificial, informação em tempo real, segurança interativa e vídeo inteligente. Esses são alguns dos recursos oferecidos pela nova versão do...

ler mais
Como monitorar a casa pelo celular

Como monitorar a casa pelo celular

Não importa aonde você vá, uma coisa é certa: você está sempre com o seu celular em mãos. Então por que não utilizá-lo para ajudar a proteger seu patrimônio?No mercado você encontra inúmeras formas de proteger um imóvel, como as câmeras de segurança, sensores de...

ler mais

CONHEÇA A ADT ALARME MONITORADO

A empresa ADT pertence à Johnson Controls,​ ​​líder global​ em múltiplas indústrias​ e diversificadas tecnologias ​que serve a uma vasta gama de clientes em mais de 150 países. Nossos 117 mil​ colaboradores criam edifícios inteligentes, soluções​ ​eficientes de energia, ​​infraestrutura integrada e sistemas de transportes.

SITE ADTOFERTAS

Proteja O seu patrôminio COM O ALARME LÍDER MUNDIAL